Quinta-feira, 23 de março de 2017 às 14:37 em Notícias
Grafeno pode unir Israel ao Brasil
Além das baterias ultra-velozes, o que mais se espera do grafeno são as ligas de 10% dele com 1% de silício que podem produzir telas mais resistentes que o aço, flexíveis e com mais de 70% de transparência

A empresa Goldman Sachs chama o grafeno de “O Metal Milagroso”, outros chama de “A Maravilha Química” e Israel não está parado na busca de aplicações.

Atualmente existem no mundo cerca de 100 empresas trabalhando neste derivado do grafite. Apenas 16 delas tem capital aberto. As três maiores reservas mundiais do tipo de grafite de onde se consegue obter o grafeno atualmente se localizam no Brasil, na China e no Canadá. Mas a área brasileira, que é uma cadeia de montanhas entre os estados de São Paulo e Paraná foi ocupada por 60 índios, inclusive trazidos do Paraguai, por ONGs e as terras, hoje das mais ricas do mundo foram transformadas em reserva indígena no governo Dilma. Fique atento com este local, pois estará em foco ainda pelas próximas décadas. Além do Brasil ter a maior reserva da maravilha química, temos 98% de todo o nióbio do mundo e nosso governo prefere vender a quilo de minério que como produtos finais caríssimos.

A empresa Graphene-Info, baseada em Israel afirma abertamente que todas as tecnologias a base de silício e lítio serão substituídas pelo grafeno, revolucionando tudo relacionado à informática, sensores, baterias, condutores, displays e monitores, geração de energia e medicina. No caso das baterias, o que existe hoje em teste, mostra que uma bateria de celular de grafeno poderá ser recarregada totalmente em cinco minutos apenas.

Já existe uma definição de que os chips de computador baseados em grafeno poderão ser 10 vezes mais velozes que os atuais com um consumo elétrico ínfimo.

Um dos grupos que trabalha intensamente no desenvolvimento das baterias, que também irão revolucionar os carros elétricos é uma parceria entre a Universidade Ben-Gurion do Negev e a Universidade do Oeste da Austrália. Imagine recarregar seu carro com eletricidade enquanto toma um café ou um refrigerante no bar do posto? É o que estão prometendo para um futuro próximo.

Fonte: https://www.menorahnet.com.br/8330-2/

COMENTÁRIOS