Sábado, 27 de maio de 2017 às 7:44 em Notícias
Trump declarou que os laços do povo judeu em Jerusalém são "antigos e eternos"

O porta-voz do grupo islâmico Hamas chamou o discurso do presidente norte-americano Donald Trump de "racista e falso", depois que Trump declarou que Jerusalém tinha "antigas e eternas ligações judaicas".

Em um discurso proferido no Museu de Israel, em Jerusalém, o presidente dos EUA disse que os "laços do povo judeu com a Terra Santa são antigos e eternos". 

Já o porta-voz do Hamas Fawzi Barhoum disse que a declaração sobre a conexão histórica e eterna do povo judeu com Jerusalém é falsa e acrescentou que o discurso foi "racista e cria pilares de um novo sistema de apartheid israelense incentivando o ódio ao povo palestino". Barhoum também afirmou que a política dos EUA está "totalmente alinhada com o sionismo e encorajará a ocupação a cometer mais crimes de violações contra o nosso povo e seus lugares santos".

Resultado de imagem para fawzi barhoum
Fawzi Barhoum

A declaração veio algumas horas após Trump partir de Israel em sua visita histórica a Jerusalém e a cidade de Belém, na Cisjordânia.

Trump falou em entrevista coletiva, ao lado do presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas, declarando seu compromisso com a paz entre israelenses e palestinos: "Eu me comprometi a tentar chegar a um acordo de paz entre os israelenses e palestinos", disse.
"Eu tive uma reunião, esta manhã, com o presidente Abbas e posso garantir que os palestinos estão prontos para alcançar a paz. E ao encontrar-me com o meu bom amigo Benjamin, eu digo que ele também busca esta paz. Ele ama a paz, ama as pessoas, ama especialmente o povo de Israel. Benjamin Netanyahu quer a paz". disse Trump.

Fonte: ruajudaica.com

COMENTÁRIOS