Israel vai começar a construir a barreira subterrânea contra os túneis escavados pelo Hamas
13/06/2017 - 10h12 em Notícias
A embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, visita um túnel escavado pelo Hamas na fronteira entre a Faixa de Gaza e Israel

Centenas de trabalhadores e equipamento pesado de escavação estão sendo movidos para a fronteira de Israel com a Faixa de Gaza. Espera-se que o trabalho de construção seja iniciado em três semanas.

Como anunciado no último mês de setembro a barreira subterrânea de concreto com 60 km de extensão vai começar a ser construída a um custo de 850 milhões de dólares. Os dados técnicos não foram divulgados (e provavelmente não serão).

Especula-se que a barreira de concreto reforçado com muitas ferragens terá entre 20 a 30 metros de profundidade, toda em território israelense. Uma parede gigante invisível que tornará a atividade de escavação de túneis para penetração de unidades terroristas em Israel impossível.

Certamente a nova parede contará com sensores para detectar novas escavações do Hamas.

Ao longo da escavação, obviamente serão encontrados e cortados grande número de túneis ainda não descobertos pelo IDF, que treinou unidades especiais para os combates que espera haver nestas situações.

O IDF ainda alerta que o Hamas deverá utilizar todos os métodos ao seu dispor para interromper as obras, incluindo ataques sobre os trabalhadores, explosivos nos túneis existentes certamente já instalados, e mísseis. Portanto, espera-se que a construção da barreira tenha vários momentos de combate.

Além da parte no subsolo, toda a cerca acima do solo entre Israel e a Faixa de Gaza será refeita e partes do sistema serão alagadas para dificultar mais ainda a infiltração de terroristas.

Por outro lado, também poderá haver surpresas com artefatos históricos encontrados nas escavações.

Fonte: https://www.menorahnet.com.br/9398-2/

COMENTÁRIOS