Volume
Redes
Sociais
Você sabia que a tenente, única mulher a bordo do submarino argentino desaparecido é judia?
29/11/2017 - 9h31 em Notícias

A tenente Eliana María Krawczyk, 35, ingressou na Escola Naval Militar de Ensenada em 2004, a terceira turma permitida a mulheres na marinha argentina. Em 2009 formou-se com a patente de segundo-tenente e em 2012 foi a primeira mulher a ser admitida na Escola de Submarinos ao longo de 71 anos de sua existência. De 2012 a 2016 foi tripulante do submarino ARA Salta e depois transferida para o ARA San Juan (agora desaparecido) onde foi promovida a tenente com a função de chefe de armamento.

O ARA San Juan é um submarino recente, construído na Alemanha em 1983 e incorporado à marinha argentina em 1985. Entre os anos de 2007 e 2014 passou por uma reforma e modernização total, com expectativa de vida útil militar até o ano de 2044. Ainda há esperanças de encontrar alguns dos 44 tripulantes com vida. A região do Atlântico Sul onde o submarino desapareceu é relativamente raza com o fundo o oceano pouco acidentado entre 90 a 150 metros de profundidade apenas. Um submarino como o ARA San Juan pode operar até 300 metros de profundidade e pode estar simplesmente imóvel no fundo do mar.

Fonte: https://www.menorahnet.com.br/10997-2/

COMENTÁRIOS