Volume
Redes
Sociais
GRUPO POLONÊS PROCESSA JORNAL ARGENTINO SOB NOVA LEI DO HOLOCAUSTO
05/03/2018 - 15h35 em Notícias

Um grupo de ativistas poloneses está processando um jornal argentino, sob a alegação de que violou uma nova lei que torna uma ofensa criminal sugerir que a Polônia foi cúmplice no Holocausto. No que parecia ser a primeira ação legal sob a chamada lei do Holocausto, apenas algumas horas após a entrada em vigor, a Liga Polonesa Contra a Difamação disse que apresentou uma queixa contra o Pagina 12 na Argentina. O documento dizia que não recebeu notificação formal do processo. Um ministro do governo conservador da Polônia aprovou o movimento de invocar a lei que Varsóvia diz que irá protegê-la da calúnia, mas que os Estados Unidos e Israel disseram que suprimiria pesquisa histórica autêntica e liberdade de expressão. A Liga, um grupo não governamental que faz campanha para proteger a reputação histórica da Polônia no exterior, disse que, em dezembro de 2017, a Pagina 12 usou uma fotografia dos chamados "soldados condenados" que lutaram contra os comunistas após a guerra, para ilustrar um artigo sobre o pogrom de Jedwabne, de 1941, em que os ocupantes nazistas e os habitantes locais se uniram no massacre de pelo menos 340 judeus. Em um artigo publicado em seu site, no sábado à noite, o Pagina 12 disse: "este jornal não recebeu nenhuma comunicação legal e só soube da informação através de relatórios internacionais de agências de notícias". "Se bem sucedida, essa tentativa de censura internacional poderia ameaçar a liberdade de expressão em todo o mundo", diz o artigo.

Fonte: ruajudaica.com

COMENTÁRIOS